G1 Mundo

Trabalho infantil nos EUA cresceu 69% desde 2018; governo anuncia medidas

today28 de fevereiro de 2023 8

Fundo
share close

O governo dos Estados Unidos anunciou, nesta segunda-feira (27), medidas para combater o trabalho infantil, que aumentou 69% desde 2018 e que afeta principalmente os imigrantes latinos menores de idade que chegam sozinhos ao país.

No último ano fiscal, foram investigadas 835 empresas, que empregavam 3.800 menores.

“Este não é um problema do século 19, não é um problema do século 20, isso está acontecendo hoje”, afirmou Marty Walsh, secretário do Trabalho, à imprensa.



As autoridades anunciaram novas medidas, que vão de mais controles nos locais de trabalho até o aumento das multas às empresas que tiverem funcionários menores de idade atuando em cadeias de produção e trabalhos perigosos.

Atualmente, a penalidade monetária civil máxima é de US$ 15.138 (cerca de R$ 80 mil) por criança, observou o governo em comunicado à imprensa, um valor que “não é alto o suficiente para servir de impedimento”.

A legislação dos Estados Unidos permite o trabalho a partir dos 14 anos, mas com limitação de horas para os menores de 16 anos, e em trabalhos que não prejudiquem a saúde. Apenas maiores de 18 anos podem realizar trabalhos mais perigosos em plantas industriais.

De acordo com os especialistas, o problema do trabalho infantil nos Estados Unidos se agravou com a chegada ao país de menores latino-americanos desacompanhados. Isso porque, muitas vezes, eles acabam ficando com parentes distantes ou em crise financeira, ou com padrinhos que os assumem e os obrigam a trabalhar para contribuir com a renda da família.

Uma investigação do “The New York Times” revelou que muitos menores imigrantes, a maioria procedente da América Central, trabalham em cadeias de produção extenuantes, hotéis, fazendas leiteiras ou na agricultura.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

reino-unido-e-ue-chegam-a-acordo-sobre-irlanda-do-norte,-ultimo-impasse-do-brexit

G1 Mundo

Reino Unido e UE chegam a acordo sobre Irlanda do Norte, último impasse do Brexit

"A decisão proporciona um comércio livre e suave com o Reino Unido", disse o primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, acrescentando que foram feitas alterações no acordo original e que o Reino Unido e a União Europeia são "aliados, amigos e parceiros comerciais". O acordo foi alcançando durante um encontro entre o Sunak e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, nesta segunda-feira (27), em um hotel em Londres, segundo […]

today28 de fevereiro de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%