Gospel Prime

TSE julga improcedente ação do PT contra líder da Assembleia de Deus

today10 de junho de 2022 31

Fundo
share close

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou improcedente a ação movida pelo Partido dos Trabalhadores (PT) contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, o presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), José Welligton Júnior, o deputado Sóstenes Cavalcante e Adavilso Azevedo da Costa por campanha antecipada.

A ação foi analisada pela ministra Maria Claudia Bucchianeri, que considerou que não houve “propaganda eleitoral ancipada” na participação do presidente da República na “motociata”de Cuiabá (MT) e na 45ª Assembleia Geral Ordinária das Assembleia de Deus no Brasil.

Na decisão, a magistrada aponta que inexiste pedido explícito de voto nos episódios apresentados pela acusação e por isso a magistrada afasta a imputação de irregularidade.

“Ante o exposto e tendo em vista a ausência de pedido explícito de voto e de utilização de meios considerados proscritos pela legislação eleitoral, afasto, nos termos do art. 36-A da Lei nº 9.504/1997, a imputação de propaganda eleitoral antecipada e, nos termos do art. 36, § 6º, do RITSE, julgo improcedente a presente representação”, declara a ministra do TSE.

Sóstenes Cavalcante, que também é presidente da Frente Parlamentar Evangélica (FPE), comemorou a decisão. O parlamentar disse que o PT tem mania de perseguir lideranças evangélicas e que estava em pleno exercício de suas funções ao participar do evento assembleiano.



Assista:

Justiça feita!

Pode chorar PT, o processo movido pelo partido que mais gosta de perseguir os evangélicos foi julgado improcedente pelo TSE.

Agradeço a Deus, ao TSE e a todos os que nos apoiaram contra a perseguição de Lula e seus aliados. pic.twitter.com/oeE3U81Jb1

— Sóstenes (@DepSostenes) June 10, 2022




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Michael Caceres

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

vereadores-de-santos-propoem-emenda-para-que-nao-tenham-que-pagar-estacionamento-rotativo

G1 Santos

Vereadores de Santos propõem emenda para que não tenham que pagar estacionamento rotativo

Caso a proposta seja aprovada, parlamentares serão isentos da cobrança enquanto estiverem trabalhando. Vereadores de Santos propõem emenda para que não tenham que pagar estacionamento rotativo A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Santos, no litoral de São Paulo, apresentou uma emenda à Lei Orgânica da cidade para isentar os vereadores do pagamento das vagas da Zona Azul enquanto estiverem trabalhando. De acordo com o regimento interno da Câmara, por […]

today10 de junho de 2022 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%