G1 Mundo

Turista é condenado por tocar em filhote de bisão nos EUA; animal morreu após ser rejeitado pela manada

today2 de junho de 2023 42

Fundo
share close

Frequentemente os bisões rejeitam os indivíduos que interagem com humanos. O turista deverá pagar R$ 2.500 de multa e prestar serviço comunitário.


Homem com um filhote de bisão no parque de Yellowstone, nos Estados Unidos — Foto: Hellen Jack/nps.gov



Clifford Walters, um americano que vive na ilha do Havaí, estava visitando o parque de Yellowstone, no estado de Wyoming, em 20 de maio quando viu um filhote de bisão em um rio.

O filhote tinha se separado da mãe quando a manada cruzou o rio. O bicho não conseguia sair do leito para a terra firme.

Walters, então, se aproximou do bisão e empurrou o animal para tirá-lo da água e chegar até a via onde estava o rebanho.

Pelas regras do parque, os visitantes devem manter 23 metros de distância de bisões, alces e veados. Se eles virem ursos e lobos, devem ficar ainda mais distantes, 91 metros.

Frequentemente os bisões rejeitam os indivíduos que interagem com humanos, e foi isso que aconteceu com o filhote que Walters tirou da água.

Os guardas do parque tentaram fazer com que o filhote fosse reincorporado, mas não deu certo. O animal foi abandonado pelos outros bisões e poderia se aproximar dos carros e das pessoas no parque. A direção do parque decidiu, então, sacrificar o filhote.

Na última quarta-feira (31) , Walters, levado à Justiça, se declarou culpado por alimentar, tocar, provocar ou perturbar intencionalmente a vida selvagem. Ele deverá pagar uma multa de US$ 500 (cerca de R$ 2.500) e fazer serviço comunitário como pena. Ele ainda teve que arcar com custos relacionados ao processo.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Você deseja continuar recebendo este tipo de sugestões de matérias?




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

policia-do-mexico-encontra-sacos-com-partes-de-corpos-que-podem-ser-de-funcionarios-de-call-center-suspeitos-de-fraudes

G1 Mundo

Polícia do México encontra sacos com partes de corpos que podem ser de funcionários de call center suspeitos de fraudes

Autoridades do estado de Jalisco, no México, afirmaram na quinta-feira (2) que partes de corpos humanos foram encontradas em 45 sacos que parecem ser de sete funcionários desaparecidos de um call center. O Ministério Público do estado afirmou que o material será submetido a testes forenses para uma identificação formal. A descoberta aconteceu no início desta semana no município de Zapopan, nos arredores de Guadalajara, a capital de Jalisco. A […]

today2 de junho de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%