Pleno News

Um desabafo: Me parece que não há mais segurança para um deputado exercer o seu mandato

today12 de janeiro de 2024 12

Fundo
share close

Marco Feliciano – 12/01/2024 12h32

Deputado Pr. Marco Feliciano (PL-SP) Foto: Bruno Spada/Câmara dos Deputados

Peço aos amigos, aos parlamentares e aos pastores que leiam, por favor, este meu desabafo.

Todos devem se lembrar do episódio do travesti que, seminu, se fantasiou de Jesus e se “crucificou” durante uma parada gay em São Paulo. Se eu não me engano, foi em 2015. Diante desse ato, me revoltei como cristão e reagi. Até porque, o Código Penal Brasileiro, no Artigo 208, diz o seguinte: “Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso. Pena: reclusão, de um a três anos e multa”. O grifo aqui, neste texto, é meu, mas o faço para destacar que a atitude está regulamentada e tem direito à pena.

Na ocasião, paralisamos uma sessão da Câmara com a oração do Pai Nosso. Evangélicos e católicos apoiaram o ato. Também, fiz um vídeo expondo minha indignação. Como resultado, fui processado por uma ONG LGBT.

Em desdobramento, fui condenado em primeira instância e bloquearam meus recursos de vida. Aproximadamente R$ 250 mil. Fiz uma reclamação ao Supremo Tribunal Federal, pois a ONG já tinha o direito de usar o dinheiro antes mesmo de transitado em julgado.



E veja, fui condenado por uma ação feita dentro do Plenário da Câmara, nos atributos do meu mandato. Eles citam isso na peça e também anexaram o meu vídeo. No entanto, há um parecer da própria câmara me defendendo.

Agora, nesta quinta-feira (12), a Procuradoria-Geral da República (PGR) deu seu parecer favorável à ONG. Por isso, me posiciono, porque me parece que não há mais segurança para um deputado exercer o seu mandato!

Também, questiono: para que ser um deputado se não posso defender o que acredito ou dizer o que penso? E ainda, como representar os votos que tive? Pois, aqueles que me enviaram pra cá, o fizeram para que eu defenda seus pensamentos e direitos.

Finalizo, pedindo a Deus que continue guiando minha vida, meus passos e atitudes. E que Ele, como justo Juiz, encaminhe todas as coisas.

Marco Feliciano é pastor e está em seu quarto mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Globo perde 58% de audiência com documentário sobre o 8/1

2 Folha: “Moraes e Lula ameaçam a liberdade de expressão”

3 Moraes proferiu mais de seis mil decisões relacionadas ao 8/1

4 Deputado aciona PGR, TSE e STF contra Mynd8 após caso Choquei

5 Defesa de Bolsonaro questiona vídeo recuperado pela PGR

Siga-nos nas nossas redes!

O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Pleno News.

Por: Marco Feliciano

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

sucos-refrescantes-e-saborosos-sao-ideais-para-o-verao;-confira-6-receitas-faceis

G1 Santos

Sucos refrescantes e saborosos são ideais para o verão; confira 6 receitas fáceis

Suchá de hibisco e laranja Cassio Marques, chef de cozinha em Santos, no litoral de São Paulo, ensinou o g1 a fazer um 'suchá' de hibisco. A bebida é uma mistura de chá de hibisco e suco de laranja e, com a adição de cubos de gelo, fica super refrescante. O hibisco tem ação antioxidante e anti-inflamatória, entre outros benefícios. A receita é simples e o sabor surpreende, veja abaixo: […]

today12 de janeiro de 2024 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%