G1 Mundo

Veja quem são 13 das 18 vítimas dos ataques a bar e boliche em Lewiston, nos EUA

today27 de outubro de 2023 9

Fundo
share close

Eles estavam em uma pista de boliche para participar de uma competição amigável.

No bar, do outro lado da cidade, o assassino atacou durante a realização de um campeonato de cornhole (uma gincana típica da região) para a comunidade surda.

A polícia não divulgou oficialmente o nome das vítimas, no entanto, familiares começaram a relatar pela ausência de seus parentes.



Veja abaixo a lista com algumas das vítimas:

Bill e Aaron Young, vítimas do ataque a tiros em Maine, nos Estados Unidos — Foto: Reprodução/NBC

Bill Young e seu filho Aaron, de 14 anos, foram baleados e mortos na pista de boliche, confirmou o irmão de Bill, Rob Young, à Reuters.

Tricia Asselin, 53, estava tentando ligar para a emergência quando o assassino atirou nela e a matou na pista de boliche, disse seu irmão DJ Johnson à rede norte-americana CNN.

Asselin, que trabalhava meio período na pista de boliche, estava lá para sair à noite com sua irmã, que sobreviveu ao massacre, disse Johnson.

Joseph Walker, uma das vítimas do ataque a tiros em Maine, nos EUA — Foto: Reprodução/NBC

Joseph Walker era gerente do bar e foi atacado enquanto trabalhava, disse seu pai, Leroy Walker, para uma afiliada da rede norte-americana NBC.

Ele disse que o filho levou dois tiros no estômago enquanto perseguia o assassino com uma faca de açougueiro.

“Ele morreu como um herói”, falou.

Segundo Leroy, Joseph frequentemente organizava torneios para arrecadar dinheiro para causas locais e estava planejando um torneio para ajudar ex-militares.

Bryan MacFarlane, 40 anos, fazia parte de um grupo da comunidade surda que participava do torneio no bar quando foi morto, confirmou sua irmã Keri Brooks para a rede CNN.

Bob Violette, 76 anos, era um mecânico aposentado que adorava jogar boliche na maioria dos dias da semana, informou o jornal Sun Journal, citando sua nora, Cassandra Violette.

Ele era o treinador do grupo juvenil de boliche da região e estava praticando na hora do ataque.

“Ele ensinou tantas pessoas ao longo dos anos a jogar boliche e não estava sendo pago”, disse o pai de uma criança do grupo.

Michael Deslauriers Sr., presidente de uma sociedade da região, publicou em uma rede social que seu filho e um amigo morreram no massacre depois de proteger suas esposas e filhos pequenos que estavam presentes.

Steven Vozzella e Bill Bracket

Eles faziam parte de uma comunidade surda que participava de um torneio de cornhole (um jogo típico da região) no bar, informou a rede norte-americana ABC News.

Ele era pai de 5 filhos e tinha 42 anos. Arthur foi baleado e morto no bar, informou a NBC.

Tommy era gerente da pista de boliche e deixa uma filha de 9 anos, informou a NBC.

Joshua Seal durante interpretação da linguagem de sinais — Foto: Reprodução/Pine Tree Society Maine

Joshua era pai de quatro filhos e uma pessoa ativa dentro da comunidade surda da região.

Descrito como um intérprete habilidoso de linguagem de sinais, Joshua era o responsável pela representação das imagens durante as transmissões do Centro de Controle de Doenças Dr. Nirav Shah.

Peyton Brewer Ross em foto ao lado da filha — Foto: Reprodução/Maine AFL-CIO

Peyton tinha se tornado pai recentemente e sua morte foi confirmada pelo grupo trabalhista AFL-CIO.

Ele estava jogando cornhole no bar quando foi alvejado pelos tiros.

As outras vítimas não tiveram os nomes confirmados. O assassino segue foragido e é considerado armado e perigoso pela polícia.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ex-politico-ucraniano-pro-russia-e-internado-apos-ser-baleado,-diz-moscou

G1 Mundo

Ex-político ucraniano pró-Rússia é internado após ser baleado, diz Moscou

Oleg Tsaryov teria sido escalado pela Rússia para comandar a Ucrânia em casa de vitória na invasão a Kiev. Imagem de arquivo mostra Oleg Tsaryov durante discurso — Foto: REUTERS O ex-político ucraniano pró-Rússia, Oleg Tsaryov, foi internado após ser baleado, disse Vladimir Rogov, um militar russo, nesta sexta-feira (27). "A condição de Oleg é muito grave. Ele está atualmente em tratamento intensivo", disse Rogov sem citar onde e nem […]

today27 de outubro de 2023 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%