G1 Santos

Vídeo mostra idosa com deficiência caindo no chão, após ser perseguida e xingada de ‘picareta’

today8 de agosto de 2023 8

Fundo
share close

Uma idosa, de 64 anos, com deficiência foi perseguida e xingada por uma desconhecida após ter sido acusada de ter batido o carro em Santos, no litoral de São Paulo. Imagens obtidas pelo g1, nesta segunda-feira (7), mostram quando Walderez Aparecida Siqueira Garcia entra na garagem do prédio em que mora acompanhada da agressora.

Walderez contou à reportagem usar cadeira de rodas para facilitar a locomoção, pois tem lesão medular e já passou por 14 cirurgias na coluna. Em determinado momento, durante a discussão, a vítima cai no chão. Ela alegou ter sido empurrada. (veja o vídeo acima)

De acordo com a idosa, a confusão começou no bairro Pompeia, assim que deixou o consultório do dentista. Ela lembrou ter saído de um estacionamento de marcha à ré, de ter feito a manobra sem notar nada diferente e entrado na via.



Foram poucos metros percorridos até parar no primeiro semáforo, momento em que disse ter sido informada, por outro condutor, que a motorista do carro detrás a havia acusado de ter batido no automóvel dela.

A vítima contou que a mulher desceu do veículo para tirar satisfação e, de repente, a xingou de ‘picareta’, deu chutes no carro e a mandou sair do automóvel. Walderez falou que não podia por ser deficiente o que, segundo ela, piorou a situação.

Walderez Aparecida Siqueira Garcia possui lesão medular e foi agredida em Santos (SP) — Foto: Arquivo Pessoal

“Acredito que ela achou que eu não podia me defender. Aumentou a agressividade dela e passou a me chamar de aleijada”, disse Walderez.

Após tentar apaziguar a situação, sem sucesso, a vítima disse ter ficado com receio de uma eventual agressão e, por isso, avançou com o carro assim que o semáforo ficou verde. A idosa conduziu até a garagem do prédio onde mora, e onde pensou que estaria segura.

Walderez contou sete semáforos até chegar no prédio, e todos estavam fechados. De acordo com ela, a cada parada a desconhecida descia do veículo para ofendê-la, chutar e socar o carro. “O farol abria e ela corria para dentro do carro. Encostava no meu e buzinava até o próximo farol”, contou.

A perseguição chegou ao fim já dentro da garagem do prédio da vítima. A mulher entrou com o carro em espaço particular e continuou a xingar Walderez. No estacionamento, as câmeras de monitoramento flagraram a ação.

“Não fiquei nervosa, eu falava para ela: ‘Calma, vamos conversar, eu não sei o que aconteceu’, mas não tinha acordo. Ela me xingava de tudo que era nome”.

Em seguida, um funcionário do prédio chegou para ajudar a pegar a cadeira de rodas do porta-malas. Como a mulher parou o carro próximo ao da idosa, esta desceu e se descolou até a parte traseira automóvel. Walderez afirma conseguir dar alguns passos e ficar de 10 a 15 segundos em pé.

A vítima disse ter tentado dialogar mais uma vez com a motorista que a perseguiu, mas, ao notar que não chegaria a um entendimento pacífico, disse: “Bom, se você não quer conversar eu vou subir”.

Foi quando, segundo Walderez, a mulher se virou e a empurrou. A idosa foi à delegacia, registrou Boletim de Ocorrência e depois foi medicada em uma unidade de saúde. Ela também já passou por perícia no Instituto Médico Legal (IML) e solicitou uma perícia no carro.

A vítima afirmou não ter batido no veículo da mulher e, mesmo se tivesse, disse que nenhuma colisão justificaria as ações da desconhecida. “Ela invadiu a minha casa e me agrediu”, disse.

A reportagem tentou localizar a mulher envolvida na confusão, mas não a encontrou até a publicação desta matéria.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

treze-migrantes-haitianos-morrem-afogados-em-vala-de-irrigacao-em-acidente-na-republica-dominicana

G1 Mundo

Treze migrantes haitianos morrem afogados em vala de irrigação em acidente na República Dominicana

Pelo menos 13 migrantes haitianos morreram afogados na noite de domingo (6) na República Dominicana, quando a caminhonete que os transportava clandestinamente caiu em um canal de irrigação, informaram as autoridades dominicanas. Entre os mortos havia duas meninas, uma recém-nascida e outra de 4 anos de idade, nove homens e duas mulheres. Os mortos estavam sem documentos. Há três sobreviventes. O Haiti e a República Dominicana são países vizinhos em […]

today7 de agosto de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%