G1 Mundo

Vídeo mostra vagão de metrô balançando durante terremoto em Taiwan

today3 de abril de 2024 7

Fundo
share close

Um tremor de magnitude 7,7 foi registrado na costa leste de Taiwan e sentido em várias regiões do país, além de cidades da China. Um alerta de tsunami chegou a ser emitido para Japão e Filipinas.

O vídeo que circula nas redes sociais mostra passageiros do metrô de Taipei assustados, enquanto o vagão do trem balança.

Nas imagens é possível ver uma mulher que estava em pé tentando manter o equilíbrio, enquanto segura duas barras de ferro. O trem ficou parado durante alguns minutos.



Não há informações sobre feridos dentro do metrô.

Prédio ficou inclinado na cidade de Hualien, em Taiwan, após forte terremoto em 3 de abril de 2024 — Foto: TVBS

De acordo com os bombeiros de Taiwan, o terremoto deixou pelo menos sete pessoas mortas e mais de 700 feridas. O tremor também provocou estragos em edifícios e deslizamentos de terra.

Pelo menos 13 réplicas com magnitude acima de 5,0 foram sentidas nas horas seguintes ao terremoto, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos.

A agência oficial de notícias de Taiwan afirmou que esse é o terremoto mais forte registrado desde 1999, há 25 anos, quando um tremor provocou a morte de 2,4 mil pessoas e danificou 50 mil imóveis.

Alertas de risco de tsunami foram emitidos pelas autoridades para áreas costeiras de ilhas do Japão e das Filipinas.

Em um primeiro momento, as autoridades chegaram a alertar para ondas de até 3 metros na ilha japonesa de Okinawa. Moradores que vivem na região receberam uma ordem de retirada.

Cerca de três horas após o terremoto, o Japão cancelou os alertas de tsunami. A TV japonesa NHK disse que ondas de 30 centímetros foram registradas na ilha japonesa de Yonaguni, que fica a cerca de 100 km da costa leste de Taiwan.

Já nas Filipinas, o governo também pediu para que moradores de áreas costeiras deixassem suas casas.

Local onde houve um terremoto perto de Taiwan — Foto: Barbara Miranda/g1

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

milei-reivindica-malvinas:-entenda-por-que-argentina-entrou-em-guerra-(e-perdeu)-e-ate-hoje-disputa-a-ilha-com-o-reino-unido

G1 Mundo

Milei reivindica Malvinas: entenda por que Argentina entrou em guerra (e perdeu) e até hoje disputa a ilha com o Reino Unido

O líder ultraliberal fez homenagens aos veteranos e soldados que morreram e disse que vai “iniciar uma rota clara para que as Malvinas voltem a ser argentinas”. Ele não é o primeiro a fazer afirmações dessa natureza: diversos presidentes, como Cristina Kirchner e Maurício Macri, reivindicaram a posse das ilhas que hoje são do Reino Unido —e lá chamadas de Falklands. Os militares que comandavam a última ditadura da Argentina, […]

today3 de abril de 2024 13

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%