G1 Mundo

Visto americano de turismo vai ficar mais caro a partir de 30 de maio

today11 de abril de 2023 8

Fundo
share close

Segundo o Departamento de Estado dos EUA, alta nos preços é necessária para adequar receitas aos custos do atendimento.


Times Square, em Nova York, em foto de abril de 2022 — Foto: Ramey Logan/Wikimedia Commons



A taxa para emissão de visto americano em várias categorias vai aumentar a partir de 30 de maio de 2023. Para o visto de turismo (B1/B2), o valor subirá de US$ 160 para US$ 185 (de cerca de R$ 800 para R$ 925, na cotação de 11 de abril).

Esse valor será cobrado para todas as aplicações por vistos de não imigrantes que não precisem de petição, isto é, suporte de terceiros. A taxa é diferente para outros vistos, como os de trabalho.

Os novos valores levam em conta um cálculo do Departamento de Estado dos EUA sobre a demanda pelo serviço de vistos.

Segundo o órgão, o reajuste é necessário para adequar as receitas aos custos do atendimento, que não estariam sendo cobertos. O governo americano afirmou que o reajuste poderia ser ainda maior se não houvesse uma revisão de sua proposta original.

Como tirar o visto de turismo para os EUA

Como tirar o visto de turismo para os EUA

Como renovar o visto para os EUA

Como renovar o visto para os EUA

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Você deseja continuar recebendo este tipo de sugestões de matérias?




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

sociologo-renomado-e-acusado-de-assedio-por-ex-alunas-da-universidade-de-coimbra,-em-portugal

G1 Mundo

Sociólogo renomado é acusado de assédio por ex-alunas da Universidade de Coimbra, em Portugal

O sociólogo português Boaventura de Sousa Santos foi acusado de assédio por três ex-alunas do Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra, onde é diretor e professor. O intelectual é reconhecido internacionalmente por suas pesquisas e tem livros publicados em diversas línguas. As denúncias vieram à tona após os relatos de abuso aparecerem em um artigo do livro "Má conduta sexual na academia — para uma ética de […]

today11 de abril de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%